terça-feira, 29 de abril de 2014

Nesta Quarta Mano Réu na Freestyle Session Brazil 2014

Nesta Quarta Feira Mano Réu e sua equipe fazem um pocket show de abertura da FreeStyle Session Brazil 2014 lá no Fabricas de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha, o show contará com a  participação de Monge Mc, Mc e organizador do Duelo de Mc's que acontece em BH.
Conheça melhor a FreeStyle Session Brazil Aqui

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Mano Réu Disponibiliza "Festa Black Remix" faixa do Vinil Eternamente Break Dance

Já disponivel a partir de agora para todos que já conhecem, não conhecem ou queiram conhecer a Remix da Musica "Festa Black" gravada exclusivamente para o Disco/Vinil Eternamente Break Dance lançado no fim do ano passado com tiragem Limitada. 
A música alem de trazer vários nomes e referências da black music mundial, faz parte do projeto de Mano Réu de trazer cada vez mais o conceito de Hip Hop e não só de Rap ou Mc.
Confiram...
Ficha Técnica:  
Vocal: Mano Réu 
Produção Iuri Stocco 
Gravado, Mixado e Masterizado no Coisa Simples Estúdio 
Download Aqui  



segunda-feira, 21 de abril de 2014

Sarau Autoral no CCJ Convida Mano Réu

Espaço Aberto, traga seu livro e sua Poesia

Para comemorar o Dia Mundial do Livro o CCJ preparou um Sarau Autoral, onde produtores e apreciadores de literatura podem participar livremente.

O Sarau Autoral é um projeto da casa que chegou pra ficar e abrir as portas do CCJ para escritores locais. Nessa primeira edição o convidado especial é o Mano Réu.

Mano Réu é MC, escritor e produtor cultural. Lançou no ano de 2012 o disco “Mano Réu – Reinvenção”, é autor do livro “Amor Banto em Terras Brasileiras” e atua no Coletivo Literatura Suburbana nos projetos Reviva Rap e Coleção Literária Besouro. 

Se você gosta de literatura, quer conhecer mais sobre Mano Réu, e ainda gostaria de compartilhar do seu trabalho participe do Sarau Autoral!

Dia 23/4, quarta-feira, 20h. Biblioteca. Livre. Não é necessário retirar ingresso.


sábado, 19 de abril de 2014

#PeriferiaSegueSangrando Praça 7 Jovens Volta a chorar com morte de seus meninos

Há exatamente 7 anos atras essa mesma quebrada, com nome de pastão, lá no Eliza Maria, que hoje é conhecida como Praça 7 jovens viveu seus dias mais crueis, com a morte de 7 Jovens, daí o nome da praça dada pelos moradores em meados de 2011. Nesses ultimos dias a sombra da violência e descaso com a vida voltou a assombar essa comunidade que pra mim é tão querida, na qual trabalhei por 3 anos. A chacina aconteceu da mesma forma como a de 7 anos atrás, alguns veiculos de comunicação falaram que era um lugar "frequentado por usuarios de drogas" outras colocaram como morte por questão de "Furto". Enfim o que fica de fato na alma e no espirito da comunidade é o que Rafael Silva, jovem morador da comunidade deixou em uma rede social:
"Boa tarde amigos.... a Praça 7 jovens junto com a comunidade Jd Tereza hoje amanhece triste sombria com o medo estampado no rosto de moradores e vizinhos .... infelizmente tivemos uma chacina aqui na praça na noite de ontem... a violência e a barbaridade chegou aqui de uma forma tão fria e rápida como uma madrugada de desespero ... varias lagrimas esse dia de hoje veio trazendo .... Meus mais sinceros sentimentos aos familiares que perderam seus entes queridos... e força aos que ficaram..... LUTO;......"
Diante desse fato a sensação pra mim é de total impotência e um descredito do poder publico, em especial a policia militar e mais especifico ainda do 18º Batalhão da policia militar, onde é mais do que conhecido que dentro de lá atua um grupo de extermínio paramilitar e corrupção ativa.
Fica aqui nossos sentimentos ao famíliares, angustia e todo nosso empenho em continuar a fazer algo para que essas cenas ocorram menos em nosso bairro, principalmente em lugares construídos como memoriais a vida, no caso a praça 7 jovens.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Tamu ai nas Ruas: Observatório de Juventude

Salve pessoal, neste ultimo dia 12 (sabado que passou) participamos da primeira atividade do Observatório da Juventude da Zona Norte, o evento aconteceu lá no CCJ, alem de um bate papo gostoso sobre a atuação e planos do Observatório, fizemos um show daqueles pra galera que veio pro bate papo e pro pessoal que estava pelo CCJ. Preparamos aquele repertório gostoso de ouvir, musicas dançantes, reflexivas, rap pesado, poesia, enfim, de tudo um pouco.
Destaque pra mulecadinha que atentamente curtiu todo o show e ainda fez um rapido "workshop" com o dj Kokay!!!
#EssaTaldeReinvenção 







quinta-feira, 3 de abril de 2014

Hip Hop é na Rua

Fotos da nossa participação na Sound Sistem do Arte e Cultura na Kebrada lá em frente a galeria olido no dia 22/03 no encerramento da semana do Hip Hop! Cantar na rua pra geral é outra energia e sintonia, ainda mais quando dialogamos com os outros elementos do hip hop!