sábado, 15 de dezembro de 2012

Diário de Bordo: "Oque se colhe em Palmares se come em Palmares"

Salve Povo, hoje foi o grande dia de Subir a Serra da Barriga, quero falar de lá de forma poética, as histórias e tudo que lá representa! 
Hoje ouvi lá memso sobre os frutos que devem ser comidos em terras quilombolas e a ouvi alguns fatos engraçados e misticos de quem tentou retirar o fruto da terra! Tive a honra de colher de uma laranjeira 3 frutos, 2 comi e 1 trouxe comigo, quem sabe se fosse quilombola seria aquele que teria a liberdade de levar os frutos da terra sagrada para dividir... pensando nisso saiu essa poesia, espero que gostem...

Colheu Comeu

Colheu de fruto Livre, 
Cativo, Nunca! e não Insista...
Mesmo se for levado por fome,
Amor ou valor
Se nasceu e brotou em Galhos Livres,
Cativo, Nunca! e não insista...
Só se for Ceifador, espalhador de sonhos,
ai não é cativeiro é paz pra desamparado!
Se o fruto é Sagrado, comei em terra Sagrada
Se levou cativo, pode ter certeza
o fruto volta se deita com as folhas e decreta a sentença;
Cativo, Nunca! e não insista....

Israel Neto (15/12/12)



Nenhum comentário:

Postar um comentário