2/2020 - Hip Hop Está Morto de Toni C

Ganhei esse livro no ano do seu lançamento, em 2012 eu acho, porém o medo de ler e não gostar me assombrou durante esses 8 anos, e meu subconsciente medroso estava certo, o livro é bem abaixo do que eu imagina, tanto a nível de literatura, construção da história, dos personagens, das subjetividades, dinâmica dos capítulos e diálogos, quanto da representatividade do Hip Hop e não falo do fato de não trazer os medalhões da cena, por que estão transbordando, da capa ao ultima pagina, falo no sentido de apresentar o que é o Hip Hop para alem dos holofotes dos nossos fundadores, e repito, o termo masculino, porque é quase toda a narrativa do livro, legando apenas um capitulo a menção feminina, alem de algumas referências soltas, aparentemente incluídas de maneira descontextualizada. Da parte bacana do livro destaco a critica e reflexão sobre a academia e sua apropriação pela nossa produção orgânica de conhecimento. 
O grande titulo e os personagens da nossa cena que estão estampados nas paginas do livro sem dúvida ajudaram na promoção desse material.
Comprem o livro, leiam, e bora conversar sobre!!!


Comentários